Frete grátis SP e RJ Capitais acima de R$400
Compra segura
Entrega garantida

Château Angelus

Trata-se de uma propriedade Premier Grand Cru Classé A, localizado no sul de Saint-Émillion, na margem direita em Bordeaux. O majestoso castelo foi batizado com esse nome devido aos sinos das igrejas, que eram ouvidos tocando nos vinhedos pelo antiteatro ao ar livre, que a encosta de Saint-Émilion produzia.

Atualmente o local é o Château Angélus, que foi agregado à propriedade familiar Boüard de Laforest em 1920 e no período da década de 80, seus domínios somavam 20 hectares de vinhas. Nesse tempo, começaram a cuidar dos vinhedos de maneira sustentável, que era na época algo incomum para um produtor em Saint-Émilion.

No ano de 1996, o Château Angélus, era anunciado como Grand Cru Classé, onde foi promovido a Premier Grand Cru Classé, chegando ao topo como Premier Grand Cru Classé A, se unindo aos três outros Châteaux Ausone, Pavie e o icônico Cheval Blanc.

Sua receita para seus vinhos é o envelhecimento em carvalho novo por 18 meses, passando em estágio em garrafa por 5 anos antes de ser liberado para o mercado. A concentração, estrutura e frescor dos vinhos da marca bordalesa, permitem que resistam bem ao tempo. A produção anual pode chegar a 100 mil garrafas.

4 produtos encontrados
Château Angelus169

O Chateau Angelus
Um símbolo, originalmente uma oração: as vinhas do Château estão situadas em um anfiteatro natural com vista para as três igrejas de Saint-Emilion. No meio deste local especial, os sons foram amplificados e os sinos do angelus podiam ser ouvidos tocando pela manhã, ao meio-dia e à noite. Eles cadenciaram o dia de trabalho nas vinhas e aldeias, chamando os homens e mulheres para parar seus trabalhos por alguns minutos e rezar.
O grande pintor impressionista francês, Jean-François Millet imortalizou este momento de oração em sua magnífica obra “O Angelus”, que agora está exposta no Musée d’Orsay de Paris.
O sino no rótulo do Château Angélus lembra o chamado à oração e o momento de devoção.
Sua história data de 1782 e atualmente é Stéphanie de Boüard- Rival quem dirige Angélus.

Tempo D’Angelus
A família De Boüard de Laforest da Angelus dedica-se à produção de grandes vinhos há oito gerações. Recentemente, sob o impulso de Stéphanie de Boüard-Rivoal, o presidente da Angelus, a propriedade criou um vinho chamado Tempo d'Angelus.
Esta nova adição à gama de vinhos do Château Angelus, feito sob a denominação de Bordeaux, oferece uma versão mais simplificada de seus ilustres anciões — Angelus, Carillon d'Angelus e N°3 d'Angelus, com os quais compartilha a mesma profundidade e complexidade e, ao mesmo tempo ser jovem mais acessível.
O objetivo do Tempo d’Angelus é desmistificar a abordagem aos grandes vinhos, oferecendo um vinho de qualidade superior, produzido a partir dos grandes terroirs de Angelus e feito com a experiência das suas equipes, aos preços mais acessíveis. Foi criado para oferecer uma janela que se abre para o mundo dos grands crus, que permitirá aos exigentes entusiastas do vinho desfrutar de um vinho estruturado, complexo e delicioso de beber, sem ter que esperar 15 ou 20 anos, como muitas vezes temos que para nossos grands crus.

Vintage 2019
A pedra angular sobre a qual este vintage se baseia é a sua grande pureza aromática. No paladar, os vinhos dessa safra são suaves, redondos e envolventes. É notável a qualidade alta e homogênea da Cabernet Franc. A safra é a imagem espelhada do terroir Angelus: cinzelado e preciso. Produziu vinhos de estilo elegante.

Notas de Degustação
Cor púrpura brilhante, intensa, quase escura. Notas de frutos pretos e cerejas silvestres vêm à tona, enquanto o carvalho já está completamente integrado. O ataque ao paladar é suave, enquanto os taninos suaves, redondos e envolventes são de textura de caxemira. O final, graças à qualidade homogeneamente alta do Cabernet Franc, mostra notas de especiarias e mentol, juntamente com um lindo frescor e tensão. Vinho elegante e persistente!

FICHA TÉCNICA

  • PRODUTOR:Chateau Angelus
  • Denominação::Saint Emilion Grand Cru
  • Potencial de Guarda:5/8 anos
  • Nariz: Frutos pretos e cerejas silvestres
    e carvalho completamente integrado
  • SAFRA:2019
  • Enólogo:Hubert de Boüard de Laforest
  • VOLUME:750ml
  • Boca: Taninos suaves, redondos e envolventes. Final com notas de
    especiarias e mentol. Elegante, estruturado, complexo e pronto
  • UVA: 95% Merlot, 5% Cabernet Franc
  • ÁLCOOL:12,50%
  • HARMONIZAÇÃO: Carnes vermelhas, cordeiro, queijos duros
  • PAÍS:França
  • ESTILO:Tinto
  • TEMPERATURA DE SERVIÇO:15/18ºC
  • Região:Saint Emilion, Bordeaux
  • Amadurecimento: 18 meses de envelhecimento tradicional de Bordeaux
  • ASPECTO:Rubi intensa
169
44
Tempo d`Angelus
Tempo d`Angelus

Tempo d`Angelus

Carregando...
Bordeaux, 2019
Château Angelus167

O Chateau Angelus
Um símbolo, originalmente uma oração: as vinhas do Château estão situadas em um anfiteatro natural com vista para as três igrejas de Saint-Emilion. No meio deste local especial, os sons foram amplificados e os sinos do angelus podiam ser ouvidos tocando pela manhã, ao meio-dia e à noite. Eles cadenciaram o dia de trabalho nas vinhas e aldeias, chamando os homens e mulheres para parar seus trabalhos por alguns minutos e rezar.
O grande pintor impressionista francês, Jean-François Millet imortalizou este momento de oração em sua magnífica obra “O Angelus”, que agora está exposta no Musée d’Orsay de Paris.
O sino no rótulo do Château Angélus lembra o chamado à oração e o momento de devoção.
Sua história data de 1782 e atualmente é Stéphanie de Boüard- Rival quem dirige Angélus.

N° 3 d’Angelus
Quando a filosofia de excelência do Château Angélus é aplicada a uma seleção de diferentes terroirs de Saint-Emilion, o número 3 d'Angélus resulta. Com uma presença marcante da Merlot, este vinho é feito para prazer instantâneo assim que é entregue da adega. É uma versão refinada de seus pais ilustres, que proporciona prazer enquanto espera os anos necessários para que o Primeiro Vinho e o Carillon d'Angélus atinjam sua plena maturidade. As vinhas utilizadas para o No. 3 d’Angélus são cultivadas com o mesmo cuidado que as usadas para fazer os seus mais velhos e os seus frutos são vinificados com a mesma precisão. Os rendimentos são maiores e o vinho é envelhecido por um período mais curto, sem recurso a madeira nova: apenas são utilizadas barricas de um ou dois anos. O n.º 3 d'Angélus é um vinho descontraído e atraente, que dá tudo quando muito jovem e ainda pode beneficiar de uma guarda de cinco a oito anos.

Vintage 2011
Os padrões climáticos desta safra foram bastante incomuns e forçaram as equipes da propriedade a se adaptarem continuamente, sem nunca desistirem do manejo das vinhas, com remoção precoce de folhas e desbaste. O trabalho resultou em vinhos precisos, finos e de acabamento muito elegante.

Notas de Degustação
Cor intensa, aromas de frutas maduras, taninos finos e sedosos e uma sensação de preencher a boca. É um vinho fino, elegante e persistente.

FICHA TÉCNICA

  • PRODUTOR:Château Angelus
  • Denominação::Saint Emilion Grand Cru
  • Potencial de Guarda:8/10 anos
  • Nariz:Frutas pretas maduras
  • SAFRA:2011
  • Enólogo:Hubert de Boüard de Laforest
  • VOLUME:750ml
  • Boca:Taninos finos e sedosos e uma sensação de
    preencher a boca. É um vinho fino, elegante e persistente
  • UVA:90% Merlot, 5% Cabernet Franc, 5% Cabernet Sauvignon
  • ÁLCOOL:13%
  • HARMONIZAÇÃO:Carnes vermelhas, massas com ragu de carne
    ou linguiça, cordeiro, queijos duros
  • PAÍS:França
  • ESTILO:Tinto
  • TEMPERATURA DE SERVIÇO:15/18ºC
  • Região:Saint Emilion, Bordeaux
  • Amadurecimento: 60% em barricas de carvalho de
    segundo uso por 14 a 16 meses e 40% em cubas
  • ASPECTO:Rubi profundo
167
44
No. 3 d`Angelus
No. 3 d`Angelus

No. 3 d`Angelus

Carregando...
Saint Emilion Grand Cru, 2011
Château Angelus165

O Chateau Angelus
Um símbolo, originalmente uma oração: as vinhas do Château estão situadas em um anfiteatro natural com vista para as três igrejas de Saint-Emilion. No meio deste local especial, os sons foram amplificados e os sinos do angelus podiam ser ouvidos tocando pela manhã, ao meio-dia e à noite. Eles cadenciaram o dia de trabalho nas vinhas e aldeias, chamando os homens e mulheres para parar seus trabalhos por alguns minutos e rezar.
O grande pintor impressionista francês, Jean-François Millet imortalizou este momento de oração em sua magnífica obra “O Angelus”, que agora está exposta no Musée d’Orsay de Paris.
O sino no rótulo do Château Angélus lembra o chamado à oração e o momento de devoção.
Sua história data de 1782 e atualmente é Stéphanie de Boüard- Rival quem dirige Angélus.

Carillon D’Angelus
Carillon d'Angélus foi lançado pela primeira vez na safra de 1987. Ao longo dos anos, adquiriu uma identidade própria. Refletindo os altos e rigorosos padrões de nossas equipes, o vinho é uma mistura variável de Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon selecionados de diferentes terroirs de Saint-Emilion. As técnicas de vinificação e envelhecimento são adaptadas com precisão ao seu estilo particular. É muito apreciado pela pureza de seus aromas de frutas, seus taninos aveludados e final elegante.

Vintage 2016
Três meses de verão sem uma gota de chuva: condições inigualáveis nunca antes experimentadas por viticultores de Bordeaux. Esse clima incrível, no entanto, trouxe esperanças de uma safra inesperadamente de alta qualidade.
Até 20 de junho as condições eram motivo de preocupação com chuvas muito fortes, mas apesar destas condições, a floração decorreu sem problemas. Então, a partir da última semana de junho, o bom tempo se instalou e, notavelmente, durou até a vindima. Julho foi ensolarado com noites frescas, e sem uma gota d'água. Em agosto as temperaturas subiram com vários dias de onda de calor. No entanto, a diferença de temperaturas entre o dia e a noite ao longo do mês favoreceu a expressão aromática nas uvas e manteve a frescura da fruta. Houve uma ausência quase total de chuva, mas teve o mínimo estrito para manter as vinhas hidratadas. O clima ensolarado de verão continuou durante todo o mês de setembro, e com ele as altas temperaturas, mas sem tempestades. A chuva muito necessária finalmente caiu em meados de setembro, injetando energia e força nas vinhas e permitindo que as vinhas respirassem novamente, antes que o bom tempo voltasse rapidamente. O amadurecimento dos taninos ocorreu lentamente. A vindima decorreu com tranquilidade, e as diferentes parcelas foram colhidas “à la carte” entre 4 e 21 de Outubro.

Notas de Degustação
A cor desse vinho é densa e profunda. Há notas de pequenas frutas pretas no nariz. O ataque ao paladar é suave, sensual, voluptuoso e a estrutura é precisa e refinada. Os Cabernets Francs particularmente bem-sucedidos trazem elegância e um frescor picante. A degustação termina com um final indulgente, cheio de tensão e sabor.

FICHA TÉCNICA

  • PRODUTOR:Château Angelus
  • Denominação::Saint Emilion Grand Cru
  • Potencial de Guarda:15 anos
  • Nariz:Notas de pequenas frutas pretas no nariz
  • SAFRA:2016
  • Enólogo:Hubert de Boüard de Laforest
  • VOLUME:750ml
  • Boca:Vinho voluptuoso e de estrutura precisa e refinada.
    Final indulgente, cheio de tensão e sabor
  • PONTUAÇÃO:James Suckling 95
  • UVA:90% Merlot, 5% Cabernet Franc, 5% Cabernet Sauvignon
  • ÁLCOOL:14%
  • HARMONIZAÇÃO:Carnes vermelhas, ragu de linguiça,
    paleta de cordeiro, arroz de pato,
    queijos duros
  • PAÍS:França
  • ESTILO:Tinto
  • TEMPERATURA DE SERVIÇO:15/18ºC
  • Região:Saint Emilion, Bordeaux
  • Amadurecimento:16 a 18 meses em barricas de carvalho frances
    60% novas e 40% de segundo uso)
  • ASPECTO:Rubi profundo
165
44
Carillon d`Angelus
Carillon d`Angelus

Carillon d`Angelus

Carregando...
Saint Emilion Grand Cru, 2016
Château Angelus163

O Château Angelus
Um símbolo, originalmente uma oração: as vinhas do Château estão situadas em um anfiteatro natural com vista para as três igrejas de Saint-Emilion. No meio deste local especial, os sons foram amplificados e os sinos do Angelus podiam ser ouvidos tocando pela manhã, ao meio-dia e à noite. Eles cadenciaram o dia de trabalho nas vinhas e aldeias, chamando os homens e mulheres para parar seus trabalhos por alguns minutos e rezar.
O grande pintor impressionista francês, Jean-François Millet imortalizou este momento de oração em sua magnífica obra “O Angelus”, que agora está exposta no Musée d’Orsay de Paris. O sino no rótulo do Château Angélus lembra o chamado à oração e o momento de devoção.
Sua história data de 1782. A primeira referência encontrada da família foi com Georges Boüard, nascido em 1544, um burguês e Jurat da cidade de Bordeaux. No final do século XVIII, em 1782, Jean de Boüard de Laforest, guarda-costas do rei, estabeleceu-se em Saint-Emilion. Sua filha, Catherine Sophie de Boüard de Laforest, casou-se com Charles Souffrain de Lavergne em 1795 e instalou-se na propriedade Mazerat, que pertencia a seu marido.< br/>
No início do século XX, Maurice de Boüard de Laforest herdou a propriedade. Ele a ampliou, acrescentando em particular um recinto de 3 hectares (7½ acres) chamado Angélus em 1920. Ele o deixou para seus filhos em 1945. Jacques e Christian de Boüard de Laforest continuaram o trabalho de seu pai e de gerações anteriores. A propriedade foi classificada em 1954. Eles a ampliaram ainda mais até que em 1985 ultrapassou 20 hectares (50 acres). Nesta época, Hubert de Boüard de Laforest, filho de Jacques, assumiu a gestão da propriedade e foi acompanhado em 1987 por seu primo Jean-Bernard Grenié, genro de Christian e depois por sua filha, Stéphanie de Boüard- Rival em 2012, que é a terceira mulher a dirigir Angélus.

A Classificação Premier Grand Cru Classe “A”
Na primeira classificação dos vinhos Saint-Emilion em 1954, o Château Angélus foi um Grand Cru Classé. Já nessa altura beneficiava de uma reputação sólida, que o ajudou a sobreviver à crise do vinho de Bordeaux de 1973 e a participar na renovação enológica dos anos 80. Foi neste contexto que Hubert de Boüard de Laforest, enólogo graduado pela Universidade de Bordeaux, aproveitou o passado ilustre deste maravilhoso vinho, ao mesmo tempo que se voltou resolutamente para o futuro e lançou e continuou a implementar uma política ambiciosa e inovadora para alcançar excelência na produção e vinificação.

Vintage 2011
Os padrões climáticos desta safra foram bastante incomuns e forçaram as equipes da propriedade a se adaptarem continuamente, sem nunca desistirem do manejo das vinhas, com remoção precoce de folhas e desbaste. O trabalho resultou em vinhos precisos, finos e de acabamento muito elegante

Notas de Degustação
Cor atraente e aromas de fruta madura pura. Depois de um ataque preciso, eles exibem taninos finos, sedosos e bem unidos e uma sensação agradável de encher a boca. Acabamento muito elegante.

FICHA TÉCNICA

  • PRODUTOR:Chateau Angelus
  • Denominação::1er Grand Cru Classé A St Emilion "A"
  • Potencial de Guarda:2025/2040
  • Nariz:Aromas de fruta madura pura
  • SAFRA:2011
  • Enólogo:Hubert de Boüard de Laforest
  • VOLUME:750ml
  • Boca:Taninos finos, sedosos e bem unidos.
    Acabamento muito elegante.
  • PONTUAÇÃO:James Suckling 95
    Decanter 95
  • UVA:53% Merlot, 46% Cabernet Franc, 1% Petit Verdot
  • ÁLCOOL:14,5%
  • HARMONIZAÇÃO: Carnes vermelhas, ragu de linguiça,
    paleta de cordeiro, arroz de pato, queijos duros
  • PAÍS:França
  • ESTILO:Tinto
  • TEMPERATURA DE SERVIÇO:15/18ºC
  • Região:Saint Emilion, Bordeaux
  • Amadurecimento:22 meses de envelhecimento em barricas novas de carvalho
    frances e alguns Cabernet Franc em foudres de 30l
  • ASPECTO:Rubi profundo
163
44
Chateau Angelus
Chateau Angelus

Chateau Angelus

Carregando...
1er Grand Cru Classé A St Emilion "A", 2011
4 produtos encontrados
Diga-nos se você tem mais de 18 anos.
NÃO